Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Em Coari, recém-nascido morre após complicações durante trabalho de parto

Publicado

em

Foto: Divulgação

Coari/Am - Complicações durante trabalho de parto culminaram na morte de um recém-nascido na manhã da última terça-feira, 8, no Hospital Regional de Coari. De acordo com a Direção do Hospital todos os procedimentos adotados durante o período que a paciente esteve internada seguiram os protocolos do Ministério da Saúde.

O diretor do HRC, o enfermeiro Fabrício Botelho, explicou que na última segunda-feira, 7, a paciente foi internada por orientação do médico obstetra para a realização do parto natural, uma vez que a

parturiente apresentava condições favoráveis para a realização deste procedimento, no entanto, diante da pouca evolução do trabalho de parto foi reavaliada pelo obstetra  que indicou a cesariana. “A paciente foi encaminhada ao centro cirúrgico para realização do parto.

Apesar de estar com 41 semanas, dentro do prazo de gestação para a realização segura do procedimento, o feto já estava entrando em sofrimento. Assim que a criança nasceu foi assistida pelo médico plantonista e encaminhada  para a UTI neonatal com o acompanhamento do médica pediatra que foi acionada de forma imediata para avaliar o quadro do recém-nascido”, explicou o enfermeiro.

O diretor disse ainda, que a criança recebeu todos os cuidados necessários, porém, a criança não resistiu e morreu no início da manhã da terça-feira.

“ A família estava sendo informada sobre a gravidade do quadro, e após a morte do recém-nascido todos os procedimentos legais e assistenciais foram disponibilizados aos familiares”, finalizou Fabrício.

A Secretaria de Saúde, Francisnalva Mendes,  informou que nos últimos sete meses foram realizados 582 partos naturais e 362 partos cesarianas sem nenhuma intercorrência.

“Atualmente temos uma equipe formada por 4 médicos obstetras de uma cooperativa trabalhando 12h com sobreaviso de 24 horas, além de enfermeiros obstetras que trabalham no pré-parto para oferecer toda a assistência necessária para que nossas parturientes possam ter seus bebês com total segurança”, explicou a  Francisnalva Mendes.

Diante do acontecido o Hospital acionou o comitê de ética que irá investigar o caso e esclarecer todos os acontecimentos que culminaram na morte da criança.

BASTIDORES DA POLÍTICA

ZFM: Começou a era da incerteza, marcada pela miopia institucional

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Greve dos Rodoviários em Manaus

ESTREIAS COM PIPOCA: INDICADOS AO OSCARS 2019

Amazonas

Copyright © 2006-2018 Portal do Holanda.